FAP

Comunicado: Queima das Fitas do Porto 2021

Agarramos 2021 com esperança e preparados para retomar o que 2020 nos negou. 2021 seria o ano em que ficaria tudo bem, em que recuperaríamos os momentos com família e amigos, os abraços, os convívios e os sonhos que a pandemia nos tirou. Mas a evolução da situação epidemiológica da COVID-19 ainda não nos permite.

No clima de incerteza e imprevisibilidade em que vivemos, a todos os níveis, a FAP, pela postura responsável exigida e por si assumida ao representar os mais de setenta mil estudantes da Academia do Porto, tem de tomar decisões conscientes, ponderadas e exemplares.

A esperança de devolver à Academia do Porto e à cidade aquilo que também faz parte da sua essência, foi sempre acompanhada pela noção clara de que a Queima das Fitas do Porto só teria lugar se estivessem garantidas todas as condições de segurança para proteger os estudantes, as suas famílias e para controlar a pandemia.

Respeitar o legado da Queima das Fitas do Porto é saber identificar prioridades num contexto sem igual, assim como respeitar o seu futuro é ter a coragem de reconhecer que tudo o que deixa saudades, quando voltar, volta com mais significado ainda.

Fruto de uma discussão alargada e, em conjunto com as Associações de Estudantes federadas, entendeu a Direção da FAP não realizar a Queima das Fitas do Porto 2021. Esta decisão desperta em cada um de nós uma tristeza inexplicável, que só quem vive o Porto, as tradições, os momentos para a vida e a união da nossa Academia poderá sentir. Mas, neste momento difícil, é tempo de mostrarmos, mais uma vez, a força da nossa responsabilidade, que se cumpre em sermos Academia, dentro e fora das instituições, cuidando de nós e de todos os que nos rodeiam. Somos jovens que tomam decisões corretas, por mais difíceis que estas sejam.

Em 2021, escolhemos lembrar. A Serenata, as noites da Queima, o Cortejo, a Missa... vemos e revemos estes momentos diante dos nossos olhos, com saudade, e com a certeza de que voltaremos, quando pudermos viver a nossa Academia novamente, de forma segura e intensa, tal como a conhecemos. A magia da Queima das Fitas será lembrada, dignificada e honrada, com a convicção de que a Academia do Porto saberá, como sempre, reinventar-se.

O desígnio da FAP continua sem mudar – Por uma Prioridade na Educação – e, é por isso que as prioridades agora passam por assegurar uma formação académica de qualidade, com mais inovação pedagógica, prevenir o abandono escolar precoce e reforçar as condições de frequência do Ensino Superior, para que nenhum estudante fique para trás!

Não duvidamos do poder dos instantes adiados. 

Somos Academia desde o primeiro até ao último dia.

 

Ana Gabriela Cabilhas

Presidente da Direção da Federação Académica do Porto